Grupos de Mútua Ajuda: Amor-Exigente, Mulheres Que Amam Demais, AA, NA, etc.

Quais são os grupos de mútua ajuda?

Sem pretender esgotar as possibilidades, e apenas exemplificando, os grupos Alcoólicos Anônimos (AA) e Narcóticos Anônimos (NA) oferecem, respectivamente, suporte à dependência do álcool e de outras drogas. Os grupos Amor-Exigente, Codependentes anônimos (CoDA), Mulheres que amam demais anônimas (MADA), Dependentes de amor e sexo anônimos (DASA), AL-NON e NAR-NON surgiram para dar suporte e auxílio aos familiares dos dependentes químicos, que sofrem de Dependência Emocional. O grupo CCA oferece um programa para comedores compulsivos anônimos. O grupo JA auxilia os jogadores anônimos. Neuróticos Anônimos ajudam pessoas a trabalhar emoções que as perturbam. O grupo Nicotina Anônimos ajuda fumantes de cigarro a pararem este uso. Todos eles estão presentes há vários anos no Brasil e utilizam de um programa de auto e mútua ajuda.

Para que servem?

Todos estes grupos e outros são verdadeiros centros amorosos e gratuitos de tratamento e recuperação. Este aspecto, o da “Recuperação” é fundamental nestes grupos, mas pode-se notar, além disto, um segundo trabalho que pode escapar facilmente aos olhos, que é o da reconstrução das várias áreas da vida, em busca da felicidade. De acordo com a visão atual da Psicologia Positiva, deixar de sentir-se mal não é o mesmo que sentir-se bem. Na busca da felicidade, é preciso bem mais do que resolver problemas e doenças. É preciso desenvolver hábitos, emoções e forças positivas que elevem o indivíduo a um patamar de florescimento, usando os seus melhores recursos.

Quem frequenta estes grupos?

Muito tem sido observado, analisado, escrito e divulgado sobre os grupos de mútua ajuda, um fenômeno que cresce no Brasil e no mundo. Eles atraem para si pessoas de todas as idades, classes sociais, raças, credos e visões ideológicas diferentes.

Quais os benefícios de quem frequenta estes grupos?

Além da expansão da consciência e aceitação da doença que os levou para os grupos, seus membros corrigem hábitos que lhes provocam danos e desenvolvem bons hábitos e forças positivas, que também podemos chamar de virtudes. Muitas vezes, aprendem o que não conseguiram no convívio social e familiar. Por que? Por causa da forma das reuniões e das regras de convivência adotadas pelos grupos, na forma de princípios ou passos e tradições. A maior parte destes grupos segue os 12 passos e 12 tradições, inspirados no primeiro e o maior grupo atual de mútua ajuda, os Alcoólicos Anônimos (AA). Um pouco diferente, funciona o Amor-Exigente, que é um programa que desenvolve preceitos para a organização da família, que são praticados por meio dos 12 Princípios Básicos e Éticos. E, o que é mais importante, estes grupos funcionam para muitas pessoas, pois ajudam efetivamente na recuperação e reintegração delas, proporcionando-lhes libertação do objeto de dependência, serenidade e vida mais plena.

Solicitamos a gentileza de, ao publicar este artigo, citar a fonte:
Autora: Dra. Elizabeth Zamerul Ally, médica psiquiatra, psicoterapeuta, especialista em Dependência Química e Codependência www.dependenciaecodependencia.com.br



Enquete